Paginas

domingo, 30 de dezembro de 2012

Pastor Youcef Nadarkhani é preso novamente

Pastor iraniano Youcef Nadarkhani teria sido preso novamente, relatou o Fox News. Segundo a publicação, o pastor foi levado em custódia novamente nesta última terça-feira (25).

Youcef Nadarkhani, 35 anos, teria sido chamado para retornar ao Lakan, Prisão em Rasht, no local onde ele cumpriu pena.

Segundo várias fontes de mídia iraniana, o pastor foi preso novamente com base na acusação de que ele deve completar o restante de sua pena.

Em setembro deste ano após interversão de órgãos internacionais, além de lideranças políticas, o pastor foi absolvido da acusação de apostasia.

No entanto, o tribunal manteve a sentença de três anos por evangelização a muçulmanos.
Youcef, que já cumpriu quase três anos, foi libertado após pagar fiança. Porém, o tribunal afirma que o pastor foi solto dias antes de cumprir o prazo correto devido à pressão exercida por seu advogado, Mohammed Ali Dadkhah.
No dia 25 de dezembro, o pastor foi preso novamete para supostamente completar o período restante da 45 dias de sua condenação.

Mervyn Thomas, diretor executivo da Christian Solidarity Worldwide (CSW), expressou sua decepção quanto a nova prisão de Youcef de forma irregular em época de Natal.

A CSW é uma organização cristã, que trabalha pela liberdade religiosa através dos direitos de defesa e humano, na busca da justiça.

"Estamos decepcionados ao ouvir que o pastor Nadarkhani foi devolvido à prisão de uma maneira tão irregular. O momento é insensível e especialmente triste para sua esposa e filhos, que devem ter sido ansioso para celebrar o Natal com ele, pela primeira vez em três anos”.
Mervyn ainda declara sua esperança na liberação do pastor e pede orações por sua segurança.
 

“Esperamos que pastor Nadarkhani seja liberado sem demora, uma vez esta fase de prisão alegada foi totalmente servida. Nós também estamos pedindo orações para a segurança do pastor, e para sua família neste momento difícil".

Após ser libertado em setembro, o pastor Youcef foi um convidado especial na conferência nacional da CSW, em Londres, onde ele agradeceu a todos que oraram por ele durante sua prisão inicial.

Fonte:http://portugues.christianpost.com

Comitê egípcio proíbe parabenização de Natal e Páscoa entre cristãos

Esta semana, um comitê religioso egípcio, que inclui destacados líderes islamitas, proibiu parabenizações natalinas entre cristãos.

Uma fatwa (édito religioso) informa que "os cristãos e as pessoas de outras convicções" estão proibidas de parabenização por suas festividades, como o Natal e a Páscoa, informou nesta sexta-feira a imprensa local.

O comitê que emitiu a nota é constituído pelo dirigente da Irmandade Muçulmana Jairat al Shater, os xeques salafistas Yasser Burhami e Hazem Abu Ismail, e o clérigo islamita Safuat Higazi.

Os cristãos coptas representam apenas 10% dos mais de 80 milhões de egípcios. Essa pequena população cristã vivem eventos dramáticos, tais como desigualdades em geral quando se trata de educação, oportunidades econômicas e posições do governo.
Em outros países de maioria islâmica, os ataques aos cristãos têm sido declarados e explícitos.

Esta semana no Iraque, o aiatolá Ahmad Al Baghdadi Al Hassani chocou os pertencentes às minorias religiosas do país ao declarar que eles tem que “converter-se ao islamismo, ou morrer”, durante uma entrevista a um programa de TV.

O líder religioso afirmou isso como alternativas para que eles continuem no país.

O aiatolá ainda afirmou que raptar e estuprar esposas e filhas de pessoas de religiões diferentes das suas, seria algo aceitável em sua concepção, de acordo com o The Blaze.

Frente a tal cenário, o papa Bento XVI declarou em um discurso que a igreja deve “apoiar” e “encorajar” todos os cristãos perseguidos no mundo.

O papa mencionou os novos ataques contra igrejas na Nigéria, onde atiradores mataram seis pessoas que faziam celebração de Natal em uma igreja evangélica.

O Para ainda ressaltou que “os crentes chamados a dar testemunho em circunstâncias difíceis e perigosas não serão abandonados por Deus, nem deixados indefesos”.

Fonte:http://portugues.christianpost.com

Casamento gay é ameaça à família, diz Papa

Em um discurso de Natal, o papa Bento XVI se pronunciou contra o casamento gay que, segundo ele, destrói a “essência da criatura humana” no processo.

Este ano, o papa fez dedicação aos valores tradicionais da família face aos recentes esforços de legalização do casamento gay em lugares como a França e Grã-Betanha.

“As pessoas disputam a ideia que eles têm uma natureza, dada a eles por sua identidade corporal, que serve como um elemento de definição do ser humano”, disse ele.

“Eles negam sua natureza e decidem que isso não é algo previamente dado a eles, mas que eles o fazem para eles mesmos”.
As declarações causaram protestos por parte de grupos de ativistas gays na praça St. Peter. Ativistas gays na Itália também criticaram o papa, chamando os seus comentários de “absurdo, perigoso e totalmente fora da realidade”.

Para a igreja, os atos homossexuais são “intrinsecamente desordenados”, embora os gays devem ser tratados com amor e dignidade.

Entretanto, a questão do casamento gay, vai mais além de um problema de homossexualidade. Para o Vaticano ela ameaça o alicerce da sociedade, que é a família, formada por um homem, uma mulher e seus filhos.

O papa afirma que ir em contra o casamento gay é uma maneira de defender a humanidade. “Qualquer um que defender Deus está defendendo o homem.”

Fonte:http://portugues.christianpost.com

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

'Bíblia gay' é prova de que qualquer um pode distorcer a verdade que lhe ofende, comenta teólogo

Uma Bíblia chamada “Queen James”, que foi lançada com o objetivo de eliminar as discussões acerca do homossexualismo, causou polêmica entre os evangélicos no Brasil.

A Bíblia "Queen James” (Rainha James) foi adaptada a impedir interpretações contrárias à prática homossexual, que é condenada nas versões originais das Escrituras.

Em entrevista ao The Christian Post, o pastor e teólogo Augustus Nicodemus comenta sobre o tema e questiona “quantos versículos precisamos para reconhecer que Deus aborrece alguma coisa?”

Nicodemus refere-se ao argumento dos idealizadores da ‘Bíblia gay’ que dizem que entre milhares de versículos no livro sagrado apenas 8 interpretam o homossexualismo como pecado.
A nova versão da Bíblia tem o nome ‘Rainha James’ para sua versão baseado na história do Rei James da Inglaterra, que autorizou a primeira tradução da Bíblia para o inglês mais de 400 anos atrás.

Os ativistas gays alegam que James era bissexual e que apesar de ser casado possuía relacionamentos homossexuais, ficando conhecido como ‘Rainha James’ por pessoas mais próximas.

No entanto, a fim de esclarecer esta questão, o teólogo Augustus Nicodemus explica que na verdade a referência a James como ‘Rainha James’, baseia-se num epigrama da época, "Rex fuit Elizabeth, nunc est regina Jacobus".

O termo significa "Elizabeth era o rei e agora James é a rainha" e era uma piada sobre o fato de que o Rei James era pacífico e tranquilo enquanto que sua esposa Elizabeth era agitada e autoritária.
“Não havia qualquer insinuação de homossexualidade na frase, que visava apenas debochar da passividade do Rei James”, disse ele ao CP.

De acordo com o teólogo, o Rei James era um cristão comprometido, erudito e muito capaz teologicamente. Além disso, ele diz que o fato de que muitos de seus amigos mais próximos eram homens jovens deu origem à especulação quanto à sua sexualidade.

No entanto, Augustus revela que em um trabalho teológico escrito pelo Rei James ("Basilikon Doron"), o próprio coloca a sodomia entre os pecados que jamais deveriam ser perdoados.

Ele ainda comenta a reivindicação dos idealizadores da Bíblia Rainha James quanto a palavra "homossexualidade" que só foi mencionada na Bíblia RSV (Revised Standard version) a partir de 1946 e que antes disto não havia menções, apenas interpretações. Para esta questão, ele leva a uma reflexão com uma pergunta, “em que estas interpretações se baseiam?”

Para o teólogo, não haveria outra forma de interpretar alguns versículos como a passagem de Levíticos 18:22 que diz “Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; é abominação”.
Ele cita também Romanos 1:26-27 que diz “Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; semelhantemente, os homens também, deixando o contacto natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro”.

Todas as versões da Bíblia que ele conhece, Nicodemus afirma, condena o ato sexual entre pessoas do mesmo sexo. E indaga, “estariam todas elas erradas?”

“Todas as traduções que eu conheço - francês, holandês, alemão, espanhol, inglês e português (disponíveis no BibleWorks8) - verteram estas passagens de modo a dar a entender que o que está sendo condenado é exatamente as relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo. Sabemos os nomes e as qualificações acadêmicas de seus editores, mas isto não aparece na ‘Bíblia Queen James’."

Augustus, finalmente, lamenta as afirmações dos editores desta nova versão da Bíblia e diz que tal proposta revela claramente o caráter ideológico desta tradução.

“A ‘Queen James’ é o tipo de publicação que autoriza qualquer um a editar uma Bíblia amenizando ou distorcendo as passagens que lhe ofendem”.

Fonte: http://portugues.christianpost.com

Fim do mundo em 21 de dezembro para representantes de diferentes religiões

A profecia do fim do mundo supostamente baseada no calendário maia falhou novamente, despertando a reflexão sobre o assunto a partir do ponto de vista de diversas religiões e crenças.

De acordo com o pastor evangélico da Igreja Batista do Jardim Bela Vista, Willian Tenório Quintela, o dia e a hora do fim do mundo não podem ser definidas.

“A corrente evangélica tem diferentes linhas e interpretações. Dificilmente você vai encontrar alguém que aceite uma data para o fim do mundo. Pela teologia bíblica não tem uma data para isso. O dia e a hora pertencem a Deus”, disse ele, segundo o G1.

Segundo a mesma publicação, um representante da igreja católica de Bauru, padre Márcio Cattache, afirma que não há qualquer indício de que os próprios sábios antigos que desenvolveram os calendários achassem que o mundo acabaria nesta data.
A sua tese confirma as declarações de alguns representantes maias da região de Merida e da aldeia de Yaxuna, no México. De acordo com o CNN, tais maias não acreditam que o mundo irá ou iria acabar em 21 de dezembro.

Segundo eles, o calendário encerra o fim de um ciclo e o início de outro. “É uma era. Nós temos sorte de ver como ele vai acabar,” disse Santos Esteban em Yaxuna.

Para o padre Márcio, do ponto de vista cristão, não há previsão do fim do mundo com um cataclismo universal. O que há, diz ele, é a segunda vinda de Jesus, que porá “fim a toda a obra do pecado e da maldade sobre a Terra”.

Além disso, ele explica que através desse evento se “estabelecerá uma renovação universal, uma restauração plena de tudo o que foi criado e se relaciona plenamente com o mistério da ressurreição dos mortos”.
Para uma seguidora da doutrina espírita que acredita na reencarnação, o fim dos tempos não existe.

“Dentro do movimento espírita, ela é uma nova oportunidade para consertar os erros de outras vidas,” disse a professora Maria Cecília Gomes Dionizio, segundo o G1.

Fonte: http://portugues.christianpost.com

Se o fim chegasse hoje, você seria salvo? cristãos levantam debate

Segundo o calendário Maia, o fim de um ciclo ocorreria nesta sexta-feira (21), o que levou a muitos que acreditarem que isso seria uma profecia de fim do mundo e deveriam se preparar para o fim.

Com a polêmica, muitos cristãos passaram a refletir na questão, levantando um debate sobre a certeza da salvação se o evento apocalíptico realmente acontecesse.

Para eles, o dia certo do fim dos tempos é desconhecido e esta data é esperada com a segunda vinda de Jesus à terra para buscar os que acreditaram em sua divina e humana existência.

Para o pastor e teólogo Ciro Sanches Zibordi, é preciso que os cristãos estejam atentos, pois nos dias que antecedem o Arrebatamento da Igreja, aumentará o número de enganadores e de seguidores do erro, inclusive entre os cristãos.
O apologista cristão Johnny Bernardes desperta os cristãos aos sinais preditos por Jesus quando fala há seus discípulos sobre a sua vinda (...). Ele ainda completa que cabe a igreja antecipar a vinda de Jesus “por meio da pregação do Evangelho”.

Líderes da Igreja Lagoinha afirmam que é preciso ter convicção plena que “se seu coração parar de bater agora o que o aguarda é o reino de Deus e não o inferno”, citando “Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo.” (Romanos 10.9).

O pastor Charles da IBL, orienta os cristãos a se fundamentarem na Palavra de Deus em vez de rumores e ideologias. Ele comenta ainda que muitos cristãos confundem a volta de Jesus com o fim do mundo, mas explica que uma ação não está relacionada a outra.

“Jesus retornará a Terra para buscar a sua Igreja e isso não está ligado ao fim.”

Fonte:http://portugues.christianpost.com

Fim do mundo em 21 de Dezembro de 2012 não aconteceu, apologista cristão comenta

O dia 21 de dezembro de 2012 chegou aqui no Brasil, mas em alguns lugares do planeta terra, como no Japão já está acabando, o que mostra que as especulações de grandes catástrofes para esta data estavam erradas.

De acordo com o calendário Maia, esta data representava o fim de um ciclo e foi interpretada por muitos como o fim do planeta terra.

Os mais místicos começaram a estocar açúcar, velas e fósforos à espera do Armagedom. Nos Estados Unidos, algumas pessoas estocaram comida e armas para viver nos mais diferentes tipos de ambientes.

O pesquisador religioso Johnny Bernardo disse ao The Christian Post que a polêmica criada em torno do de datas apocalípticas é algo preocupante uma vez que há centenas de grupos religiosos que se utilizam desses temas como forma de manipulação.
Como exemplo, o pesquisador cita o ‘Templo dos Povos’, a ‘Família Internacional’ e o ‘Lineamento Universal Superior’, seitas que segundo ele, manipulam seus seguidores com promessa de “salvação”.

O pesquisador ainda afirma que do ponto de vista bíblico, o fim do mundo é algo praticamente certo. No entanto, apesar da existência de dados científicos e o apoio das Escrituras Sagradas, tal fenômeno deverá ocorrer num futuro desconhecido.

Para Johnny, tal acontecimento vai além da compreensão humana, das escolas de profetas, das aulas e consultas de astrologia.

“Não há, portanto, períodos ou datas preestabelecidas para o fim do mundo e o retorno de Cristo”.

O pesquisador ainda comenta sobre os sinais que Jesus fala há seus discípulos sobre a sua vinda e o fim do mundo.

“Jesus passa a descrever uma série de eventos associados ao princípio das dores. Falsos cristos, guerras, rumores de guerras, fomes, pestes, terremotos em vários lugares, perseguição religiosa, traição, falsos profetas, aumento da iniquidade e esfriamento do amor etc.”
“(Esses) São alguns dos sinais preditos por Cristo”, disse o ele ao CP.

E completou, dizendo que antes do fim, o Evangelho será pregado em todo o mundo, "em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim".

"Cabe a nós, como Igreja de Cristo, antecipar a sua vinda e o início do fim por meio da pregação do Evangelho. Avante!"

Fonte: http://portugues.christianpost.com

Fim do mundo em 21 de dezembro de 2012 faz escolas fecharem nos EUA

Depois do massacre da escola de Connecticut e rumores de fim do mundo para acontecer em 21 de dezembro de 2012, diversas escolas decidiram fechar suas portas até o restante do ano.

Segundo o Latino Fox News, Genesee e Lapper em Michigan anunciaram na quarta-feira que as classes estariam canceladas pelo resto da semana. Elas alegam que houve rumores de possíveis ameaças além de influências das teorias de um possível fim do mundo. 

Apesar de não ser confirmado nem pelos próprios maias, o fim do mundo do calendário maia tem impactado diversos países.

Na China, policiais prenderam recentemente 1000 membros de uma seita que tem difundido amplamente um apocalipse no dia 21 de dezembro. Segundo eles, terremotos e tsunamis iriam coincidir com o ano 5125 do calendário maia.
Na Argentina, um suicídio em massa preparado para acontecer nesta sexta-feira, alertou as autoridades que fecharam o Uritorco Hill, um lugar turístico que atrai muitos adeptos da Nova Era.

O lugar é conhecido porque em 1986, moradores da região relataram ter visto um OVNI e mostraram uma marca de 120 x 70 metros de um lado.

Segundo o CNN, maias da região de Merida e da aldeia de Yaxuna, no México, afirmam que nenhum deles acredita que o mundo vai acabar em 21 de dezembro. Para eles, o calendário aponta apenas o fim de uma era e o início de uma outra.

“É uma era. Nós temos sorte de ver como ela vai acabar,” disse Santos Esteban em Yaxuna.
De acordo com o pastor evangélico brasileiro, Ciro Sanches Zibordi, “à luz das Escrituras, não há motivo para nos preocuparmos com o fim do mundo”.

Zibordi afirma que mesmo que o período da Grande Tribulação previsto na Bíblia chegue, ainda assim o fim do mundo não acontecerá.

Vários eventos escatológicos, diz ele, devem acontecer antes do fim do mundo, e eles estão previstos nas Escrituras: "o Arrebatamento da Igreja, o Tribunal de Cristo, as Bodas do Cordeiro, a Grande Tribulação, a batalha do Armagedom, o Milênio, a última revolta de Satanás e o Juízo Final".

Fonte:http://portugues.christianpost.com

O fim do mundo será em 21 de dezembro de 2012? Pastor Ciro Saches comenta

Faltando apenas um dia para o suposto fim do mundo, em 21 de dezembro, grupos que acreditam fielmente em uma possível catástrofe se preparam para o dia final do planeta terra.

Para o pastor e teólogo Ciro Sanches Zibordi, comentando sobre o tema ‘fim do mundo’ em seu blog, “à luz das Escrituras, não há motivo para nos preocuparmos com o fim do mundo”.

O pastor explica que chegará “sem dúvida” o período de Grande Tribulação, mas que mesmo neste tempo, o fim do mundo ainda não acontecerá.

No entanto, é possível observar que em vários países, assim como no Brasil, comunidades se preparando para o apocalipse.

Em Porto Velho (RO), um grupo de vinte pessoas, liderados por uma suposta vidente, Eunice Coelho, armazena livros, água, alimentos, remédios e roupas de frio.
Apesar de Eunice dizer que não se pode prever ao certo o dia final, os produtos que compõem uma extensa lista de itens de sobrevivência, já estão estocados em um abrigo secreto, localizado na área rural da cidade numa preparação para o dia "D".

Segundo o pastor Ciro, após o período de tribulação “será estabelecido o Milênio (Ap 20.1-10)”. O pastor ainda afirma que somente depois do período de mil anos de paz, em que a Igreja reinará com Cristo, o mundo chegará ao fim.

“Segundo a Palavra profética, ‘os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nelas há, se queimarão (2 Pe 3.10)’, dando lugar a um novo céu e uma nova terra (Ap 21.1)”.

Ciro comenta que os servos do Senhor não precisam se preocupar com o fim. “Afinal, se Jesus viesse buscar a sua Igreja hoje, o mundo só acabaria daqui a 1.007 anos!”
Ele explica que o fim do mundo, propriamente dito, ocorrerá somente depois de vários eventos escatológicos previstos nas Escrituras: "o Arrebatamento da Igreja, o Tribunal de Cristo, as Bodas do Cordeiro, a Grande Tribulação, a batalha do Armagedom, o Milênio, a última revolta de Satanás e o Juízo Final".

No entanto, ao citar uma passagem bíblica em Mateus 24 ('Acautelai-vos, que ninguém vos engane, porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos'), o pastor alerta que, nos dias que antecedem o Arrebatamento da Igreja, aumentará o número de enganadores e de seguidores do erro, inclusive entre os cristãos.

Ciro exorta que os cristãos estejam atentos aos acontecimentos mencionados mencionados na Bíblia, aguardando o retorno de Jesus.

"Mas a Noiva já está pronta! Os salvos, preparados, estão fazendo a última oração da Bíblia: 'Ora, vem, Senhor Jesus' (Ap 22.20)".

Fonte: http://portugues.christianpost.com

domingo, 9 de dezembro de 2012

Bíblias em Smartphones vira estratégia para a Igreja Perseguida

Hoje em dia, a distribuição de Escrituras e materiais cristãos acontece de maneira mais eficaz e frequente através de plataformas digitais. Especialmente em países onde a posse da Palavra de Deus representa um risco de morte para os cristãos, cartões de memória em telefones celulares são ideais para o armazenamento da Bíblia.
Conheça dois exemplos de cristãos de um país da Ásia Central, onde cartões de memória como esses estão sendo usados para fortalecer a fé e propiciar a distribuição da Palavra de Deus:
Algo especial para Hussein
Bashir *é cristão. Certa ocasião, ele presenteou o amigo Hussein* com um cartão de memória para o celular. E disse: “Você é meu melhor amigo, por isso quero te dar algo muito especial.”

Bashir sabia que o amigo ouvia programas de rádio cristãos. Entusiasmado com a ideia de ter sua própria Bíblia, Hussein teve medo de apagar qualquer arquivo do celular, por engano; mas Bashir o assegurou que é impossível excluir dados da memória do cartão.

Além da Bíblia, o chip de memória trouxe mais novidades. Hussein marcou de se encontrar com Bashir para, juntos, assistirem a um filme sobre Jesus. O vídeo faz parte dos recursos disponíveis no celular. Ele estava à procura de algo que o permitisse ouvir a Palavra de Deus. Agora isso é disponibilizado a ele e, por essa razão, Hussein é muito grato. “Eu agradeço à Portas Abertas por esses chips de memória. Agora eu posso ouvir a Palavra de Deus o tempo todo e em qualquer lugar.”
Adnan* pede por uma Bíblia
De um país restrito, Adnan recebe o telefonema de Z. Ele é responsável pelo trabalho de acompanhamento dos ouvintes de uma rádio cristã. Adnan pede a ele uma Bíblia em sua língua e recebe uma surpresa: Z o encoraja a utilizar seu cartão de memória do celular, que possui vários recursos, entre eles os Evangelhos em formato de áudio. “Consequentemente, a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a palavra de Cristo.” Romanos 10.17

*Nomes trocados para a segurança dos cristãos

(Fonte Portas Abertas)

Pastor é atacado por muçulmanos ao evangelizar na Índia

O incidente ocorreu em 23 de novembro, quando o pastor Lewis Mascarenhas estava falando a um grupo de muçulmanos locais; os mesmos começaram a fazer perguntas sobre as crenças dos cristãos e assim iniciaram uma discussão sobre os ensinamentos de Cristo.

Com muita calma, o pastor distribuiu algumas literaturas explicando a natureza do evangelho e também outras informações sobre a fé cristã, bem como o que a Bíblia diz especificamente sobre o nascimento, vida, morte e ressurreição de Cristo. 

 A notícia deste fato se espalhou rapidamente pela cidade, e logo depois, um grupo de muçulmanos furiosos (que não estava presente quando o pastor fazia sua explanação) se reuniu. Eles pensaram que Mascarenhas havia forçado os muçulmanos a se converterem ao cristianismo. 

 A multidão começou a atacar o pastor sem antes perguntar sobre o que de fato havia acontecido. Então, o pastor foi arrastado até a delegacia mais próxima, gravemente ferido, e lá o grupo registrou uma queixa contra ele. A multidão alegou que o pastor havia forçado muçulmanos a se converterem ao cristianismo. 

 Depois de ouvirem brevemente as denúncias, as autoridades levaram o pastor para o BC Acharya Hospital em Hospet, onde foi internado como paciente e se encontra sob custódia da polícia. 

Como a notícia se espalhou rapidamente, os muçulmanos começaram a atacar igrejas e instituições administradas por cristãos em Hospet, sendo necessária uma proteção policial para ambas. A Índia encontra-se em trigésimo segundo lugar na Classificação de países por perseguição, fornecida pela Portas Abertas em 2012. 

(Fonte Portas Abertas)

Thalles Roberto leva três prêmios do Troféu Promessas 2012

Thalles Roberto foi o grande vencedor do Troféu Promessas2012, o cantor ganhou em três categorias com o trabalho “Uma História Escrita pelo Dedo de Deus”, lançado pela gravadora Graça Music.

As premiações recebidas foram pelas categorias de “Melhor Cantor”, “Melhor CD” e “Melhor DVD”. Todas as vezes que o cantor subiu ao palco do Teatro GEO ele se emocionou e citou que a “glória é dos 3″.

“Estou muito feliz de participar de um evento como este”, disse o cantor ao receber o primeiro prêmio. Aproveitando a oportunidade ele também agradeceu aos seus amigos e familiares, entre eles sua esposa Daniela Campos, o pastor Silas Malafaia, o apóstolo Estevam Hernandes, ao seu pai pastor Job Roberto da Silva e outros.
A entrega do Troféu Promessas aconteceu na noite desta quarta-feira (5) em São Paulo em uma cerimônia fechada para artistas, imprensa e convidados, mas que foi assista por mais de 10 mil pessoas através da internet.

O segundo maior ganhador da noite foi o ministério Diante do Trono que recebeu dois prêmios: “Melhor Ministério de Louvor” e “Melhor Música”.
Confira a lista de ganhadores:
Pra Curtir – Marcela Taís
Revelação – Jotta A
Melhor CD Pentecostal – “Damares ao vivo” – Damares
Melhor Grupo – Inesquecível
Melhor Vídeo Clipe – “Aguenta Firme” – Voices
Melhor Ministério de Louvor – Diante do Trono
Melhor Cantora – Fernanda Brum
Melhor Cantor – Thalles Roberto
Melhor CD – “Uma história escrita pelo dedo de Deus” – Thalles Roberto
Melhor DVD – “Uma história escrita pelo dedo de Deus” – Thalles Roberto
Melhor Música – “Me ama” – Diante do Trono

(Fonte Gospel Prime)

sábado, 8 de dezembro de 2012

‘Esqueceram de mim’, o Natal em que Jesus foi esquecido, pastor Ciro comenta

Esta semana o pastor Ciro Sanches Zibordi publicou no seu blog um texto abordando o Natal vivido atualmente pela sociedade em que Jesus é esquecido.

O pastor faz uma comparação com o filme "Esqueceram de mim" estrelado por Macaulay Culkin nos anos 1990. No filme um "indefeso" garotinho Kevin é esquecido em casa sozinho por seus pais, tendo que se defender de dois bandidos atrapalhados.

Ciro faz uma alusão em que Jesus se torna este menino esquecido pela família humana. Nas decorações de Natal espalhadas pela cidade, diz ele, é possível ver diversos personagem e enfeites, menos o menino Jesus.
“Vê luzes, estrelas, neve, ursos polares, duendes e gnomos coloridos, Papais Noéis de todos os tipos, danças, apresentações teatrais... Mas, e o Menino?”

De acordo com o pastor, a humanidade se esqueceu da história do Natal de Cristo, substituiu-a por fábulas “sem graça” e “sem vida”.

“Se pudéssemos entrevistar o Senhor Jesus, nessa época do ano, e perguntar-lhe a respeito do Natal, creio que Ele responderia: ‘Esqueceram de mim’”, comenta o pastor.

Apesar de saber que Jesus não nasceu em 25 de dezembro, o pastor enfatiza que “não podemos deixar de aproveitar essa data para lembrar o mundo daquela sublime noite em Belém!”
Para ele as pessoas têm liberdade de admirar as invenções humanas dessa época natalina, mas ressalta que os servos do Senhor não devem ser influenciados pelo espírito do Anticristo, esquecendo-se do verdadeiro sentido do Natal.

O pastor ainda aponta como negativo alguns pastores dizendo que não vão comemorar o Natal, pois trata-se de uma festa pagã.

“Onde eles aprenderam isso? O Natal de Cristo precede e transcende o paganismo! E, se tem um povo que deve fazer questão de celebrar o Natal, esse é a Igreja de Cristo!”

Ciro convoca aos cristãos a não esquecerem que Jesus é Salvador, Cristo e também Senhor, recomendando aos crentes a não agirem como os cristãos de Laodiceia, que deixaram Jesus do lado de fora (Ap 3.20).

“Ele continua batendo à porta dos corações e dizendo: ‘Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada’ (Jo 14.23)".

Finalmente, o pastor exorta que os cristãos adorem a Cristo diariamente, e que aproveitem a oportunidade da data natalina para celebrar o nascimento de Jesus, a fim de que o mundo conheça o verdadeiro protagonista do Natal!

Fonte:http://portugues.christianpost.com

Menina cristã de 10 anos é estuprada por muçulmano de 60 anos no Paquistão

Allah Rakhi, de 10 anos, foi estuprada por um muçulmano de 60 anos em Faisalabad, no Paquistão, tendo sido deixada no chão sangrando e inconsciente, dentro da casa do estuprador, informou a AsiaNews.

A menina, de família pobre, foi sexualmente abusada no dia 25 de agosto, sendo notiticiada durante esta semana pelas publicações asiáticas. De acordo com os relatos, Allah havia ido a uma loja vender itens antigos juntamente com sua irmã de 8 anos, Suneha. O sucateiro, Muhammad Nazir, 60, que fazia acordo com a menina a levou para a sua casa onde disse que a pagaria. Chegando lá, ele deixou de fora a sua irmã, e a violentou dentro da sua residência.

Allah ficou caída no chão inconsciente e sangrando depois do estupro, onde ainda se via filmes pornôs pela TV, segundo uma das fontes. Suneha entrou e viu sua irmã nua no chão e foi correndo chamar seu pai.
O pai ficou transtornado diante da situação e graças à ajuda de um ativista cristão, o homem foi processado e preso, mesmo depois de haver ameaçado os cristãos de pagar por isso caso eles relatassem o incidente.

O pai de Allah informou que a menina foi enviada para um local desconhecido para a sua segurança e reclamou do sistema social em que os ricos abusam de seu status.

“Somos muito pobres e incapazes de brigar com esse tipo de gente rica”, disse Sarfraz Masih, o pai da criança ao AsiaNews. “Fomos ameaçados, mas nós iremos lutar por justiça e não iremos recuar por causa de ameaças ou recursos. Minha filha está em uma situação crítica e eu a enviei para um lugar desconhecido por questões de segurança”.

Para o vigário geral da Diocese de Faisalabad, o padre Khalid Rashid Asi, “a falta de justiça no Paquistão significa que o rico e o poderoso pensam que eles podem cometer tais atos e ficar impunes disso”.

Asi lembrou também sobre a desigualdade entre a minoria religiosa e os muçulmanos, dizendo que se o crime houvesse sido cometido contra uma garota muçulmana, “todos os lares cristãos provavelmente já teriam sido queimados”.

“A lei deve ser a mesma para todos”.

Fonte:http://portugues.christianpost.com

Pastor é solto após meses de prisão no Cazaquistão

"A libertação de Djabbarbergenov é um marco de vitória para aqueles que lutam contra a perseguição religiosa em todo o mundo" disseram colaboradores da Portas Abertas ao The Christian Post, homenageando as Nações Unidas por seu importante papel na libertação "milagrosa" do pastor uzbeques.

"Esta é uma realização enorme, porque muitas vezes, quando os cristãos estão presos por tanto tempo, eles acabam não sendo mais liberados", disse Lindsay Vessey, diretor de advocacia da Portas Abertas EUA.
Vessey chegou a dizer que o Comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) desempenhou um papel fundamental na libertação do pastor, representando-o perante a prisão em Almaty, no Cazaquistão, onde foi detido. Representantes da ONU também acompanharam Djabbarbergenov até o aeroporto, garantindo sua segurança ao sair do país para não haver problemas de última hora.

"Isso é muito importante porque [o ACNUR] não costuma levar a perseguição cristã a sério. Isso foi maravilhoso!", disse Vessey.

Vessey afirma também que uma das principais razões para o ACNUR ter atitudes como essa em relação à perseguição de cristãos é porque muitos escritórios do ACNUR em todo o mundo são formadas por funcionários muçulmanos e, portanto, questões de perseguição cristã muitas vezes não são abordadas.

Fonte: http://portugues.christianpost.com

sábado, 1 de dezembro de 2012

Eyshila ganha destaque no Sonora

Quem estava ansioso para ouvir as canções do novo CD de Eyshila, pode comemorar. A cantora ganhou destaque em um dos maiores portais da internet, o Terra, e, antes mesmo do seu lançamento oficial, que será no dia 24 de novembro, o álbum Jesus, o Brasil te adora já está disponível para download, com exclusividade, na editoria musical do site, o Sonora.

Além de ouvir os louvores que fazem parte do seu mais recente repertório, os admiradores do ministério de Eyshila também poderão baixar e comprar as músicas de forma rápida e segura. Então, não perca tempo! Acesse agora mesmo o Sonora, conheça as canções do seu novo álbum e aproveite para descobrir as músicas da cantora mais acessadas no momento.

Pesquisa mostra que cristãos preferem evangelizar amigos

A maioria dos cristãos acreditam que compartilhar sua fé com os amigos é uma forma eficaz de evangelismo. É o que mostra uma pesquisa realizada pela Aliança Evangélica para determinar se os cristãos ainda estão evangelizando no século 21.

Constatou-se uma mudança na forma que os cristãos estão falando sobre sua fé, a partir da pregação ao ar livre que tipificava o evangelismo no século 19 e início e meados do século 20.

Enquanto apenas nove por cento disseram que a pregação na rua era uma forma eficaz de falar de Jesus, 80 por cento disseram que a intimidade de um grupo de amigos era um lugar mais seguro e eficaz para compartilhar suas crenças.

Cinquenta e sete por cento disseram que são suas ações que fazem com que as pessoas conheçam a Jesus, ao invés de suas palavras. Com 55 por cento está o grupo que diz ter visto pessoas chegarem à fé através da participação em projetos comunitários.
Pouco menos da metade (48 por cento) admitiram que estavam com muito medo de falar sobre sua fé aos não-cristãos.

Curiosamente, um maciço de 87 por cento dos entrevistados disseram que sentiram que a má imagem pública da Igreja e de seus líderes estava impedindo o evangelismo.

Dave Landrum, diretor de advocacia da Aliança Evangélica, disse: “Um homem em um palanque no meio de uma praça não é onde o evangelismo está sendo feito nos dias de hoje. Uma palestra é muito menos atraente do que uma conversa durante o café com os amigos. E aí reside o sucesso do cristianismo.

Segundo Dave Landrum, “esta pesquisa mostra que, embora a confiança para compartilhar nossa fé tenha tido sucesso nos últimos anos, é preciso que aconteça de maneiras diferentes”.

(Fonte Christian Today)

Ontem foi o Dia do Evangélico

O Dia do Evangélico, comemorado dia 30 de novembro, existe em todo o país. Porém, somente no Distrito Federal será feriado, seguindo uma lei distrital em 1995.

A proposta foi ideia do então deputado Carlos Xavier (PMDB), que teve aprovação na Câmara Legislativa do DF. A lei foi sancionada pelo então governador Cristovam Buarque (PDT), e passou a fazer parte do calendário oficial.

Com a repercussão, a data também foi adotada por outros estados e municípios, determinando as comemorações em 30 de novembro como Dia do Evangélico. O presidente Lula tornou a lei nacional em 15 de setembro de 2010, através do projeto de lei 3541/08, proposta pelo deputado federal Cléber Verde (PRB-MA).

Em alusão à data, a Secretaria de Cultura do DF realizará hoje e amanhã uma programação com shows de bandas gospel no gramado da Esplanada dos Ministérios. Serão 25 atrações, com destaque para Damares nesta sexta-feira (30) e Trazendo a Arca, no sábado (1/12).

Por ser um feriado distrital, os órgãos federais e algumas instituições do DF, como o Tribunal de Justiça, funcionarão normalmente.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) o número de evangélicos aumentou mais de 60% nos últimos 10 anos. Um crescimento de 16 milhões de fieis evangélicos que mexeu com país, outrora conhecido como a maior nação católica do mundo. Segundo projeções, o número de evangélicos deve ultrapassar o de católicos nos próximos 30 anos.

(Fonte Gospel Prime)

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Placa de 700 a.C. traz relato de ‘destruição de Sodoma’

Conhecido como “Planisfério”, o bloco foi descoberto por Henry Layard em meados do século 19 e permanecia como um mistério para os acadêmicos.

O objeto traz a reprodução de anotações feitas pelo astrônomo há milhares de anos.

Utilizando técnicas computadorizadas que simulam a trajetória de objetos celestes e reconstroem o céu observado há milhares de anos, os pesquisadores Alan Bond, da empresa Reaction Engines e Mark Hempsell, da Universidade de Bristol, descobriram que os eventos descritos pelo astrônomo são da noite do dia 29 de junho de 3123 a.C. (calendário juliano).

Segundo os pesquisadores, metade do bloco traz informações sobre a posição dos planetas e das nuvens e a outra metade é uma observação sobre a trajetória do asteróide de mais de um quilômetro de diâmetro.
Impacto

De acordo com Mark Hempsell, pelo tamanho e pela rota do objeto, é possível que este se tratasse de um asteróide que teria se chocado contra os Alpes austríacos, na região de Köfels, onde há indícios de um deslizamento de terra grande.

O asteróide não deixou cratera que pudesse evidenciar uma explosão. Isso se explica, segundo os especialistas, porque o asteróide teria voado próximo ao chão, deixando um rastro de destruição por conta de ondas supersônicas, e se chocado contra a Terra em um impacto cataclísmico.

Segundo os pesquisadores, o rastro do asteróide teria causado uma bola de fogo com temperaturas de até 400ºC e teria devastado uma área de aproximadamente 1 milhão de quilômetros quadrados.

Hempsell afirma que a escala da devastação se assemelha à descrição da destruição de Sodoma e Gomorra, presente no Velho Testamento, e de outras catástrofes mencionadas em mitos antigos.
O pesquisador sugere ainda que a nuvem de fumaça causada pela explosão do asteróide teria atingido o Sinai, algumas regiões do Oriente Médio e o norte do Egito. Hempsell afirma que mais pessoas teriam morrido por conta da fumaça do que pelo impacto da explosão nos Alpes.

Segundo a Bíblia, Sodoma e Gomorra foram destruídas por Deus como resposta a atos imorais praticados nas cidades. Acredita-se que elas eram localizadas onde hoje fica o Mar Morto.

(Fonte BBC)

Paquistão anula processo contra jovem acusada de profanar Corão

A justiça paquistanesa anulou as acusações contra Rimsha, uma jovem cristã acusada de ter profanado o Corão, um caso que provocou grande comoção no país e no exterior. O Tribunal de Islamabad declarou Rimsha inocente, segundo kmal Bhatti, um dos advogados da jovem, libertada após o pagamento de fiança em setembro e colocada desde então em prisão domiciliar.

Rimsha, uma jovem analfabeta de 14 anos, foi acusada em agosto por vizinhos de ter queimado folhas nas quais estavam escritos versículos do Corão, crime que pode ser punido com a prisão perpétua no Paquistão, de acordo com a lei da blasfêmia. Segundo um relatório médico realizado por uma comissão oficial, ela tem idade mental de sete anos.
Leia mais: Twitter é bloqueado no Paquistão por causa de ofensa ao Islã.

O caso teve uma virada espetacular quando a polícia acusou o imã de uma mesquita próxima da residência da jovem de ter introduzido pessoalmente páginas do Corão entre os papéis queimados, que haviam sido levados por um vizinho, com o objetivo de expulsar os cristãos de um bairro de Islamabad.

Legislação – A lei da blasfêmia foi estabelecida no período de dominação britânica para prevenir choques religiosos, mas nos anos 1980, com uma série de reformas feitas pelo ditador Zia-ul-Haq, começou a ser usado como forma de perseguição religiosa. Em 2011, foi assassinado o ministro cristão Shahbaz Bhatti, que havia se manifestado contra a lei de blasfêmia.

(Fonte Veja com agência France-Presse)

Evangélicos criam Associação de juristas para defender a liberdade religiosa

Líderes evangélicos lançarão no Brasil a Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE) que terá como uma de suas primeiras missões, impedir a aprovação do atual projeto de reforma do Código Penal.

O lançamento institucional da organização será realizado no Congresso Nacional em Brasília (DF) nesta quinta-feira (29) e contará com a presença de renomados líderes cristãos, entre eles, o rev. Augustus Nicodemus Lopes, Chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Em entrevista exclusiva ao The Christian Post, o Dr. Uziel, presidente da ANAJURE, falou sobre os objetivos da organização, bem como as diversas questões a serem trabalhadas.
“Defenderemos, a qualquer preço, as liberdades civis fundamentais, em especial, a liberdade de expressão, a liberdade religiosa, a liberdade de imprensa e as garantias típicas de um Estado Democrático de Direitos que visam à não intromissão do Estado nos assuntos de ordem privada e familiar”, disse ele.

Segundo a ANAJURE, há uma série de questões que limitam as liberdades civis fundamentais e que promovem valores anticristãos e antentatórios à dignidade da pessoa humana.

Enquanto o líder ergue a bandeira da democracia, ele afirma que a organização defenderá e promoverá não somente os Direitos Humanos Fundamentais, mas também os Deveres Humanos Fundamentais.

“Também é certo que (...) para com Deus, para com a natureza e para com o meu semelhante eu também, além de direitos fundamentais, tenho Deveres Humanos Fundamentais.”
Segundo o autor da obra ‘Um Cristão do Direito num País Torto’, a Associação pretende também trabalhar em questões polêmicas como a prostituição, violência infanto-juvenil e corrupção.

“Não mediremos esforços para proteger nossas crianças e adolescentes do chamado ‘turismo sexual, especialmente nesse contexto de copa do mundo e olimpíadas”, afirmou o Dr. Uziel.

A Associação oferece um sistema de proteção jurídica chamado “Petição de Assistência”, “para os indivíduos ou instituições que estejam sendo objetos de violação em suas liberdades civis fundamentais”.

O 1º Encontro Nacional de Juristas Evangélicos (ENAJURE) será realizado em parceria com a Visão Nacional para uma Consciência Cristã (VINACC), um dos apoiadores da ANAJURE.
O 1º ENAJURE deve acontecer de 09 a 12 de fevereiro de 2013, no Garden Hotel de Campina Grande (PB). O evento contará com a presença de juristas evangélicos de renome internacional, como a Dr. Vilma Balmaceda, dos Estados Unidos, uma das conselheiras mundiais da Advocates International, além de outros.

A ANAJURE surgiu informalmente em 2007, durante um dos Encontros para a Consciência Cristã da VINACC, a partir de discussões sobre projetos de lei que tramitavam no Congresso Nacional.

Fonte: http://portugues.christianpost.com

domingo, 25 de novembro de 2012

Atual conflito entre Israel e Palestina pode ser cumprimento de profecia? teólogo comenta

A pesar do acordo cessar-fogo entre Israel e Palestina selado esta semana com mediação do Egito, Israel mantém fortes medidas de segurança, após a morte de um palestiniano ontem na Faixa de Gaza. Um porta-voz do exército israelita afirmou que palestinianos tentaram infiltrar-se em Israel e os soldados reagiram, disparando tiros de aviso.

O surto de violência no âmbito do conflito israelo-palestiniano, iniciado a 15 de novembro, provocou 168 mortos, dos quais 163 palestinianos. Tal conflito levanta especulações por parte dos evangélicos com relação a um possível cumprimento de profecia que indica acontecimentos apocalípticos.

O pesquisador religioso e teólogo Johnny Bernardo esclarece algumas questões. Em entrevista ao The Christian Post, o teólogo cita que é possível comparar os atuais acontecimentos com passagem de Ezequiel, que cita conflitos entre Israel e nações próximas. Entretanto, ele diz que é preciso ter cautela nas especulações.
Segundo ele, muitas doutrinas por especular o apocalipse usaram fatos como manipulação psicológica de seus adeptos. Johnny dá como exemplo ‘O Templo dos Povos’, uma seita que conduziu mais de 900 adeptos a um suicídio em massa.

No entanto, o teólogo, apesar recomendável cautela, acredita na “atual crise na Faixa de Gaza há evidências conclusivas de que as profecias de Ezequiel estão ganhando forma e dimensão”.

Para ele, a presença de uma autoridade líbia na Faixa de Gaza e o apoio de Mohamed Mursi, presidente do Egito, ao Hamas, parece conduzir a uma coalizão próxima a de Ezequiel 38 e 39.
“Não apenas Líbia e Egito, mas também o apoio de autoridades turcas e russas aos palestinos parece indicar, de fato, que algo grande está para acontecer”.

O estudioso aponta para Magogue, Meseque e Tubal (Ez 38.2,3), regiões ocupadas pelos antigos citas e tártaros, as quais hoje correspondem à Rússia. O nome Meseque converteu-se em Moscou ou Moskva. Tubal é a moderna cidade russa de Tobolsk.

Ele também cita o bloco das nações aliadas onde aparecem os nomes de Gômer e Togarma (38.6). Gômer veio a ser a Germânia (atual Alemanha) e, Togarma, corresponde à Armênia e Turquia.
Em Ez 38.5 destacam-se ainda os persas (Irã); os etíopes (Etiópia) e Pute (Líbia). “Seria mera coincidência o fato de que, entre os versículos 2 e 6 de Ezequiel 38 temos descritas quase que a totalidade de nações opositoras a Israel?” questiona o teólogo. “Tendo a pensar que não”, responde.

Johnny finaliza dizendo que apesar de enxergar o cumprimento quase que rigoroso das profecias de Ezequiel “não podemos, portanto, nos apressar no sentido de que a totalidade dos eventos descritos ocorrerão simultaneamente ou em sequência à crise na Faixa de Gaza”.

Fonte: http://portugues.christianpost.com

Pastor e sua família sobrevivem a ataque na Nigéria

Um pastor e sua família sobreviveram a um ataque que aconteceu em 10 de agosto, na Nigéria, de acordo com Voice of the Martyrs (VOM).

O pastor foi atacado por pelo menos sete homens armados, em uma instalação da igreja Ekillisiyar Yan’Uwa Nigeria (EYN), no estado de Borno, informou a VOM. Eles tinham a intenção de matá-lo, juntamente com sua família e três filhos.

Segundo contatos da VOM, um dos atiradores entrou no quarto do filho do pastor, de 24 anos, que foi atingido na perna enquanto tentava fugir. No mesmo momento, o pastor tentou sair da casa e caiu no chão quando os homens começaram a atirar. Ele permaneceu deitado, mas não foi atingido.

Aparentemente convencidos de que ambos, o pastor e seu filho, estariam mortos ou muito feridos, os homens renderam sua esposa e os outros dois filhos. Os atacantes puseram fogo na casa e na igreja, e satisfeitos, deixaram o local, atirando para o ar e gritando “Allahu Akbar”.

A família conseguiu fugir da casa e se esconder atrás de arbustos próximos à igreja, onde permaneceu durante toda a noite. Na manhã seguinte, o filho mais velho foi então levado ao hospital.

A família agora permanece abrigada na casa de outro pastor em Maiduguri.

Fonte:http://portugues.christianpost.com

Ataques aos cristãos na Nigéria deixa dez mortos

O número de mortos na região de Taraba na Nigéria chega a dez em meio à violência entre cristãos e muçulmanos que eclodiu no domingo (18), relatou o All Africa.

No domingo (18), uma barricada foi formada em frente à igreja Cristã Reformada da Nigéria (CRCN, sigla em inglês), resultando na morte de pelo menos cinco pessoas.

Na segunda-feira, um policial faleceu na tentativa de ajudar refugiados que saiam da cidade para fugir do fogo cruzado.

Várias casas foram incendiadas nos ataques, que deixaram mais de 200 pessoas ficaram feridas. Elas estão recebendo tratamento nos hospitais em Ibi e Wukari.

Soldados do 93º Batalhão de Takum foram acionados a fim de apaziguar a situação e prenderam diversas pessoas vestidas com o uniforme do Exército. Acredita-se que elas sejam mercenários de Sarkin Kudu, uma aldeia da fronteira do estado de Plateau.
Os soldados, liderados pelo tenente coronel N.J. Edet, apreenderam diversas armas como AK47 uma espingarda, 12 canhões de barril único, fabricados localmente, um lançador de foguetes, uma pistola, 23 armas e 55 munições dinamarquesas.

Segundo o presidente do governo local de Ibi, Alhaji Ishaka Adamu, a violência parece ter um tom político, além de refletir uma crise religiosa.
Para evitar uma nova onde de ataques, o governo declarou toque de recolher de 24 horas na cidade.

Policiais anti-motim e soldados do 93º Batalhão de Takum estão trabalhando para combater a violência em toda a cidade.

O governo informou através de um comunicado que não vai parar enquanto a paz não tiver sido devolvida à cidade.

Fonte: http://portugues.christianpost.com

Evangélica há 45 anos, mãe de Joaquim Barbosa confessa que orou muito pelo filho

Nesta quinta-feira (22), uma grande festa foi realizada para a posse do ministro Joaquim Barbosa como presidente do Supremo Tribunal Federal.

Além da presença da presidente Dilma Rousseff, parentes, amigos e artistas, estava na primeira fila a mãe, Benedita que confessou que orou muito pelo filho.

“O que eu dei foi oração, ele lutou por conta própria”, disse ela que é evangélica, membro da Assembleia de Deus há 45 anos.

De acordo com publicação Folha, ao falar do filho, ela afirmou que o ministro é um batalhador que traçou o próprio caminho. Ela ainda comentou que não preparou nada de especial para Barbosa no dia da posse e que ficou feliz em conseguiu dar um abraço no filho antes da cerimônia.

Em seu discurso na posse, Joaquim Barbosa ressaltou que os cidadãos ainda não são tratados de forma igualitária no Brasil, especialmente no que se refere ao acesso à Justiça.
“Nem todos os brasileiros são tratados com igual consideração quando buscam o serviço público da Justiça”, afirmou. Ele destacou também que os juízes não podem sofrer pressões políticas, e que a Justiça precisa ser rápida.

“De nada valem as edificações suntuosas, o sofisticado sistema de comunicação e informação, se, naquilo que é essencial, a justiça falha”, disse.
Joaquim Barbosa foi nomeado pelo presidente Lula para o STF (Tribunal Superior Eleitoral) em 2003. Em 2006, tornou-se relator do inquérito sobre o mensalão, convertido em ação em 2007. Em 2008, votou a favor da tese de que políticos condenados em primeira instância poderiam ter sua candidatura anulada, sendo porém voto vencido.

Em 2011, Joaquim Barbosa libera aos colegas o relatório final sobre o mensalão. O julgamento que teve início no dia 2 de agosto de 2012 teve como resultado a condenação de 25 acusados, entre eles José Dirceu, Marcos Valério e Delúbio Soares.

Fonte: http://portugues.christianpost.com/

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Estudo indica aumento das restrições à liberdade religiosa no mundo

Mais países ao redor do mundo estão reprimindo a liberdade religiosa aumentando o assédio e intimidação de grupos religiosos, de acordo com um novo estudo divulgado nesta quinta-feira (20) .

O estudo publicado pelo centro de pesquisas americano Pew Forum on Religion & Public Life, indicou que as restrições à liberdade religiosa entre meados de 2009 e meados de 2010 cresceram de maneira geral, inclusive em países ocidentais que tradicionalmente impõem poucos limites à prática da fé.

Um relatório de 86 páginas do Forum on Religion and Public Life, o terceiro de uma série ainda em andamento, confirmou que "houve um aumento das restrições, inclusive em países onde anteriormente havia um nível baixo ou moderado de restrição.
Embora as conclusões tenham sido baseadas em pesquisas feitas muito antes da recente erupção de protestos causados por insultos ao Islão, pesquisadores lançam uma nova luz sobre a tensão crescente sobre a fé.

Três quartos das 7 bilhões de pessoas que habitam o mundo vivem em países com "grandes restrições governamentais religiosas ou com grandes hostilidades sociais relacionadas à religião", afirmou o estudo.

Nenhum dos países latino-americanos ou ocidentais está na lista do Pew com um nível "muito alto" de restrições do governo ou de hostilidade social. A China foi o país mais populoso com altas restrições, enquanto Paquistão, Índia, Israel e os Territórios Palestinos foram todos lugares considerados com hostilidades sociais muito altas, como a perseguição ou a violência em massa.
Embora os Estados Unidos tenha sido apontado como um dos países com o menor nível de restrições religiosas e hostilidade, o Pew citou exemplos específicos ocorridos no Tennessee (sul) –EUA como as tentativas de impedir a construção de uma mesquita ou uma proposta em Oklahoma (sul) – EUA, posteriormente rejeitada pela justiça, de declarar ilegal no estado a lei islâmica.

O Pew também citou a proibição por parte da Suíça da construção de novos minaretes nas mesquitas, o fechamento de mais de vinte igrejas na Indonésia por pressão de extremistas islâmicos e os violentos confrontos entre cristãos e muçulmanos na Nigéria.

Em geral, o relatório indica que "a crescente onda de restrições pode ser atribuída a uma variedade de fatores, incluindo o aumento de crimes, de atos maliciosos e da violência motivada por ódio religioso e preconceito, assim como o aumento da interferência governamental nos cultos e em outras práticas religiosas".
O informe não mencionou ateus ou agnósticos que enfrentam discriminação por não seguirem uma religião ou não acreditarem em Deus.

Fonte: http://portugues.christianpost.com

Pesquisa revela que cristãos são os que mais sofrem com perseguição e preconceito religioso

Um relatório da Fundação “Ajuda à Igreja que Sofre” (AIS) revela que de todas as confissões, os cristãos são os mais sofrem com violência, discriminações e perseguições. O relatório foi publicado nesta terça feira (16) em Lisboa, Portugal.

Williams Peter Sefton, presidente do comitê editorial de informação da Fundação AIS, afirma nos relatórios que cristãos de todas as denominações, “são o grupo mais exposto à perseguição”, sofrendo com 75% dos atos de perseguição religiosa.

O relatório ainda revela que todos os anos são assassinados 105 mil cristãos, numa média de um cristão morto a cada cinco minutos. Segundo os documentos, cerca de 70 milhões de cristãos foram mortos e desses, 45 milhões morreram somente no século XX.
O relatório menciona alguns países onde o preconceito e perseguição religiosa são mais fortes, constatando que atualmente a liberdade religiosa é altamente problemática.

A situação é agravante, principalmente, nos países onde a Constituição favorece a existência de uma religião oficial que não dá espaço às outras crenças, como é o caso da Arábia Saudita. Além disso, Estados em que é possível expulsar legalmente pessoas de diferentes credos, também são vistos com intolerantes, como acontece, por exemplo, no Tajiquistão.

Outro país onde os cristãos sofrem é o Afeganistão. Lá as pessoas podem ser acusadas por apostasia (renúncia à religião original) e por blasfêmia. Em 2011, uma ‘caça’ aos cristãos foi permitida pelo presidente Karzai. Cerca de 20 pessoas foram detidas e embora tenham sido depois libertadas, um homem foi condenado à morte e forçado depois a abandonar o país, com a família.
No Afeganistão, a minoria cristã afegã (0,1% da população) é convertida do Islão. Os cristãos são obrigados a praticar a sua religião secretamente para não serem condenados e executados por grupos radicais, à margem da lei, fato ocorrido com um muçulmano convertido, Abdul Latif, decapitado com imagens divulgadas por grupos talibã “como exemplo” contra a apostasia.

O relatório apresenta o resultado de pesquisa realizada em 196 países durante todo o ano de 2011 e no primeiro semestre de 2012, revelando o nível internacional sobre a situação das minorias religiosas no mundo e não apenas cristãs.

As análises realizadas nos países não levaram em consideração somente as leis religiosas, mas critérios como a liberdade de expor a religião e realizar a pregação a outras pessoas.

Fonte:http://portugues.christianpost.com

Igreja no Irã teme que membros detidos sejam torturados

O líder de uma das maiores igrejas domésticas no Irã informou que, recentemente, membros de sua congregação foram detidos e torturados, pressionados a confessar crimes que não cometeram.

"Estamos preocupados especialmente com sete cristãos da nossa Igreja, que foram levados para a prisão na sexta-feira (12)", disse o membro do conselho da Igreja do Irã, Firouz Khandjani. "Acreditamos que as autoridades iranianas estão tentando fazê-los confessar as acusações de ‘atividades que ameaçam a segurança do Estado’,” frisou.

"Na prisão, há autoridades que se fazem de “bons moços” alegando que estão “à procura de soluções”, assim como há “maus moços" que torturam os prisioneiros”, explicou Khandjani, que também já foi detido.
Ele disse que a perseguição acontece quando as reuniões cristãs são vistas pela liderança do país como "piores do que encontros políticos". "Oponentes do governo podem, eventualmente, parar suas atividades sob pressão. Mas um cristão não pode nunca deixar de ser cristão", acrescentou Khandjani.

Adversário político "Todos que não são muçulmanos xiitas são considerados adversários políticos", explicou Khandjani.

Khandjani falou à agência de notícias BosNewsLife a partir de um local não declarado, em meio a preocupações de segurança, e revelou que mais de 400 cristãos evangélicos foram presos só neste mês pela “Gestapo iraniana", expressão que ele usa para classificar o temido serviço de inteligência do Irã.
Os membros da Igreja do Irã foram detidos durante um culto na cidade de Shiraz. Entre eles, Mohammad Roghangir, conhecido localmente como “irmão Vahid”, que liderou uma reunião da igreja doméstica com a presença de 15 pessoas.

Outros cristãos capturados durante o ataque foram identificados como Eskandar Rezaie, Haghighi Bijan, Ameruni Mehdi e Lahooti Shahin. "Também estamos preocupados com a irmã Roxana Forughi, já que esta é a segunda vez que ela é presa", disse Khandjani.

Fonte: Worthy News

Procuradoria quer excluir expressão 'Deus seja louvado' das cédulas de real

A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC) em São Paulo ajuizou nesta segunda-feira uma ação civil pública, pedindo que seja eliminado das novas cédulas do Real a frase "Deus seja louvado".

Segundo pedido feito à Justiça Federal, a procuradoria argumenta que a frase "Deus seja louvado" privilegia uma religião em detrimento das outras. Segundo a ação, a existência da frase nas notas fere os princípios de estado laico e de liberdade religiosa.

Um trecho da ação, assinada por Jefferson Aparecido Dias, procurador regional dos Direitos do Cidadão, afirma que se fosse outra frase como "Alá seja louvado', 'Buda seja louvado', 'Salve Oxóssi', 'Salve Lord Ganesha', 'Deus não existe' , com certeza haveria agitação na sociedade brasileira em razão do constrangimento sofrido pelos cidadãos crentes em Deus.
O Banco Central (BC) em parecer jurídico argumenta que na cédula não há referência a uma religião específica sendo assim lícito manter a expressão na nota. O BC ainda explicou à procuradoria que a frase religiosa se ampara na Constituição de 1988, em cujo preâmbulo se afirma que esta foi promulgada "sob a proteção de Deus".

De acordo publicação Estadão, a ação foi instaurada sob força de representação do procurador regional Osório Barbosa, que o fez como cidadão.

Em seu blog, Barbosa postou que "a necessidade (cobrança) de dízimo pelas religiões é uma prova cabal da inexistência de Deus (ou pelo menos de sua ausência nos assuntos terrenos)". O argumento dele: "Se deus é provedor de tudo, por quê ele não provê suas próprias necessidades?"

Fonte:http://portugues.christianpost.com

Silas Malafaia ironiza ação do procurador que quer eliminar ‘Deus seja louvado’ das cédulas de real

O procurador Jefferson Aparecido Dias, que pediu a retirada de “Deus seja louvado” das cédulas de real, ganhou resposta “afiada” do conhecido pastor evangélico, Silas Malafaia.

Famoso por debater questões políticas e religiosas audaciosamente pela TV, Silas Malafaia ironizou a ação do procurador, sugerindo que ele deve entrar com ação para erradicar outros tipos de questões cultural-religosas.

“Existem coisas que estão entranhadas nas culturas dos povos. Talvez se o senhor estivesse na Inglaterra ou na Dinamarca, o senhor iria pedir para tirar a cruz da bandeira da Inglaterra ou da Dinamarca”, afirmou ele, segundo um vídeo postado no Verdade Gospel.
“Eu estou falando de nações extremamente democráticas, e na sua bandeira tem a cruz. Na Grécia também”, acrescentou.

Segundo pedido feito à Justiça Federal, a procuradoria argumenta que a frase "Deus seja louvado" privilegia uma religião em detrimento das outras e que a existência da frase nas notas fere os princípios de estado laico e de liberdade religiosa.

Silas Malafaia afirma que os evangélicos são contra a adoção de símbolos religiosos. Entretanto, ele defende o respeito pela cultura religiosa do país e que o “Brasil é um país laico, mas não laicista”.

“Que tal também entrar com uma procuração para cancelar todos os feriados que tem a ver com a questão cultural-religiosa brasileira”, prosseguiu ele com suas sugestões.
Para mostrar o “nível” do procurador, Malafaia aponta no vídeo que ele é o mesmo que aceitou a denúncia “esdrúxula” de homofobia contra ele no passado.

E segue a fundo com suas sugestões. “Que tal o senhor entrar com ações para mandar trocar o nome de estados. Por exemplo, Santa Catarina (...), São Paulo, Espírito Santo (...)”.

O pastor Silas Malafaia classifica a atitude do procurador como “intolerante”. “Eu sou evangélico. Tenho discordâncias com a igreja católica. Mas eu não sou intolerante e nem ignorante. Eu entendo que existem questões religiosas que estão entranhadas na cultura de um povo.”
Ele sugere também que Jefferson esteja precisando estudar história e antropologia e acredita que ele deva ser “Cristofóbico”.

“Existem questões religiosas que estão entranhadas na cultura de um povo e que você não pode eliminar porque se não você eliminar a cultura. (...) Isso é coisa de intolerante e desconfio que o cara seja Cristofóbico”.

E relembra que no Brasil, em que a maioria da população é cristã, cada pessoa pode ter a religião que quiser. “Está garantido no artigo 5° da constituição, que ninguém pode ser discriminado por convicção política, filosófica e religiosa.”

O pastor conclui dizendo que o setor jurídico do Banco Central não está fazendo apologia à nenhuma religião. E exorta que o procurador não “envergonhe” o Ministério Público Federal.

Fonte: http://portugues.christianpost.com

sábado, 27 de outubro de 2012

Eyshila inicia gravação dos novos clipes

Em contagem regressiva para o lançamento oficial do CD Jesus, o Brasil te adora, Eyshila começa nesta quinta-feira (25/10) as gravações de dois clipes para a divulgação do seu primeiro álbum pela Central Gospel Music. As canções escolhidas foram: Profetiza e Jesus, o Brasil quer te adorar, todas de autoria da própria cantora.

A captação das imagens será feita em dois dias nos principais pontos turísticos do Rio de Janeiro. Parte do vídeoclipe será mesclado com imagens de outras regiões conhecidas no país. A direção artística é do produtor Hugo Pessoa, que já fez diversos trabalhos audiovisuais para grandes nomes da música gospel.

O CD de Eyshila já está na fábrica, e o seu lançamento oficial será no dia 24 de novembro, no programa Vitória em Cristo, quando serão divulgados seus dois clipes inéditos. Por enquanto, você pode conferir o teaser do álbum e um trecho da canção Jesus, o Brasil quer te adorar, disponíveis no Youtube.

Silas Malafaia aponta mentiras no documento de Haddad com apoio de evangélico


O pastor Silas Malafaia contestou recentemente um documento em que 20 líderes evangélicos supostamente assinaram em apoio a Fernando Haddad, candidato do PT à prefeitura de São Paulo. Silas aponta mentiras, especialmente no que diz que aos líderes terem censurado a atitude dele de apoiar o outro candidato, Serra.

Malafaia em seu site respondeu rebatendo o documento e palavras do candidato petista. “Haddad e o PT produziram a notícia de que 20 entidades evangélicas e vários pastores estão apoiando sua candidatura. Tenho certeza de que ele aprendeu a mentir com seus mentores, que acabam de ser condenados pelo Supremo Tribunal Federal por formação de quadrilha”, afirmou o pastor.

O documento em questão foi divulgado principalmente por toda a imprensa paulista. Respondendo a isso, o pastor Silas desabafou: “Não posso acreditar que a imprensa de São Paulo esteja a serviço de um mentiroso e inescrupuloso como Haddad. Ele nem precisa fazer teste para ser artista; ganha vaga em qualquer filme de Hollywood”.

O popular pastor, Silas Malafaia, apresentou em cinco tópicos as supostas mentiras produzidas por Haddad. No primeiro, questiona o fato de pastores terem pedido uma reunião o candidato.
“Mentira 1: Que os pastores pediram reunião com ele. Mentira! A equipe de Haddad que convidou os pastores, e a reunião aconteceu no diretório do PT em São Paulo”.

Em segundo ele afirma que os pastores assinaram o documento, mas não sabiam que o mesmo falava contra ele. “Mentira 2: que os pastores assinaram o manifesto de apoio a Haddad e contra minha posição ‘violenta’ em relação a ele. Mentira! Os pastores assinaram um documento de apoio a Haddad sem saber que o documento também era um documento contra minha pessoa”.

Contestou ainda sobre a quantidade de líderes presentes na reunião. “Mentira 3: Que a reunião foi feita com 200 líderes de entidades evangélicas. Mentira! Não tinha um líder, isto mesmo, um líder evangélico de expressão em São Paulo. Havia somente líderes sem projeção. Eu poderia listar os 20 maiores líderes de São Paulo, e nenhum deles estavam lá”.
O líder das Assembleias de Deus Vitória em Cristo desmentiu também a informação de que a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil estaria apoiando o candidato à prefeitura.

“Como sempre tenho dito, quem apoia são as pessoas, e não as entidades. A CGADB, entidade maior das Assembleias de Deus do Brasil, é presidida pelo Pr. José Wellington, que apoia Serra e nunca falou em nome da CGADB ou da Assembleia de Deus”.

No final de seu manifesto, o pastor Malafaia apresentou um tópico polêmico: o kit gay. Segundo ele, na reunião com o candidato petista, os líderes evangélicos pressionaram Haddad a falar sobre o kit gay, mas o candidato se esquivou.

“Os pastores que estavam na reunião questionaram Haddad sobre o kit gay, e ele se recusou a responder”.

“Segundo Haddad, quando eu apoiei Serra, ele disse que não iria dar importância ao submundo da política e ao mundo das trevas. Agora, com medo de não receber o voto dos evangélicos, monta uma farsa para tentar ludibriar o povo de Deus em São Paulo”, desabafa Malafaia.
Documento

O documento questionado foi assinado por 20 líderes evangélicos que endossaram a candidatura de Haddad e traz cinco reivindicações que são: a liberdade para todas as crenças, a defesa do Estado laico, parcerias entre governo e entidades religiosas com fins sociais e promoção de políticas de inclusão social em vários setores.

O último ponto é um pedido: “fim das perseguições e do clima de medo imposto pelos governos de Serra e Kassab, com a aplicação de multas e até mesmo o fechamento de templos, através da aplicação arbitrária da legislação municipal, como a Lei do Psiu”.

Fonte:http://portugues.christianpost.com
 

sprintrade network